Página Principal  
FAZENDAS HISTÓRICAS E MUITOS QUEIJOS

No distrito de Dr. Sá Fortes, logo em frente ao marco um da Estrada Real em Antônio Carlos, encontra-se a pequenina e charmosa – porém abandonada – Estação Ferroviária Dr. Sá Fortes, que foi erguida em terras da Fazenda Monte Belo, de propriedade de Carlos Pereira de Sá Fortes, o responsável pelo início da produção de laticínios no Brasil.


Estação Ferroviária Sá Fortes


Um pouco adiante se localiza a “Casa do Queijo”, comandada pela italiana Marlene – um dos muitos pontos de venda de queijos da região. É ali que começa, à esquerda, a estrada que dá acesso à Fazenda do Registro Velho, que sai um pouco da rota assinalada pelos marcos. Na fazenda, a paisagem de época é composta pela casa sede, por uma murada construída pelos escravos, pelo alicerce de pedra da antiga Capela de Nossa Senhora do Pilar e por um imenso pé de cambucá.
O trecho que corre paralelo ao centro da cidade e por algumas de suas ruas é pontuado por mirantes, igrejas e pela Estação Ferroviária – antiga Estação de Sítio – além de marcado pela presença do Centro Educacional Lima Duarte, que apresenta um significativo conjunto arquitetônico composto por casario, capela, torre e relógio. Lá funcionou a 1ª Escola de Laticínios da América Latina, durante 15 anos, e a partir de 1928, passou a abrigar a Escola de Menores Carentes do Estado de Minas Gerais; hoje funciona como Centro Educacional Lima Duarte e Escola Estadual.


Fazenda do Registo com seu pé de Cambucá


Centro Educacional Lima Duarte

 

Mas o ponto alto do Caminho Novo em Antônio Carlos é mesmo a Fazenda da Borda do Campo, bela propriedade rural do século XVIII, repleta de referências históricas, construída em 1700.

Assim como o Instituto Missionário São Miguel (Colégio dos Padres), erguido em 1925.

Quase no final do trecho, marcam presença a Capela do Caieiro, na Fazenda da Serra e, já no alto da Serra da Mantiqueira, o Túmulo do Bandeirante, marco histórico em que se pode ler a inscrição: “Aqui perdeu a vida o bandeirante Waldemar Horta Sampaio, em 05-VIII-27”.


Fazenda da Serra e Capela de Caieiro


Capela de Caieiro


Túmulo do Bandeirante